♥Amigos do Blog♥

♥Visitantes♥

♥

sábado, 7 de janeiro de 2012

Dica de Conteúdo para Férias



Para educadores que vão ficar com meia dúzia de alunos nas salas de aulas durante as férias, fica a dica! Tem bastante coisa que pode ser trabalhado nas férias, podemos trabalhar com um projeto sobre a água, o que podemos fazer para economizar, como se trata a água, como usar de forma inteligente, brincadeiras com água...
Também podemos trabalhar com o tema Mar, praia...tem 1001 assuntos, tipo, animais marinhos, frutos do mar,alimentação no verão, podemos trabalhar também as texturas diversas encontradas na praia(berçário), com o jardim podemos trabalhar o sol, os cuidados com a pele, as cores, o que o sol representa pra gente e para a natureza... podemos resgatar também brincadeiras antigas, assim enfatizando e(ou) fazendo pesquisas e entrevistas com pais e avós de como eram as brincadeiras antigamente...nossa...tem uma porção de assuntos legais que podemos levar para a sala de aula durante as férias, assim fazendo as horas passarem de um modo gostoso e as atividades e projetos mais atrativos!!! Pensem no verão, as crianças vão adorar, e nós educadores também!!! rsrsrsr....Beijinho...ProfªAnanda.

Dicas ótimas para Férias!


CLIQUE AQUI ☟
http://www.smartkids.com.br/especiais/brincadeiras-de-ferias.html
ADOREI!❤

Dicas de Brincadeiras


COM CRIATIVIDADE E BOA VONTADE, DÁ PRA DIVERTIR OS PEQUENOS  SEM GASTAR MUITO
  Pular corda, apostar corrida, jogar pião… Quantas brincadeiras de criança  foram deixadas de lado por causa da falta de um quintal em casaou da violência cotidiana. Para muitos pais, é mais fácil colocar os filhos na frente da televisão, jogando videogame. Mas, segundo a psicóloga infantil Suzy Camacho, autora do livro “Guia prático dos pais”, fazer atividades ao ar livre com as crianças traz benefícios importantíssimos para o desenvolvimento motor e psicológico dos pequenos. “Essas brincadeiras melhoram a coordenação motora, aumentam a capacidade de concentração, a produção de endorfina e também de serotonina, que deixam as crianças mais relaxadas e alegres”, explica Suzy. Além disso, as atividades feitas em parques, praças ou na praia melhoram a auto-estima das crianças, pois exigem mais iniciativa e superação de obstáculos físicos.
brinc1.jpg
E os pequenos  não são os únicos a ganhar com essa mudança na rotina. Os pais também são recompensados. “A integração com os filhos, o toque, a aproximação física com as crianças, tudo isso fortalece a relação. Fora que, quando vamos a espaços abertos, aprendemos a volorizar as coisas simples da vida que são, na verdade, a chave para a nossa felicidade”,completa Suzy.
    VAMOS  BRINCAR DE QUÊ?
brinc2.jpg
 Não é preciso muito para entreter os pequenos. Basta usar a criatividade e pronto! Não sabe como? A psicóloga infantil Suzy Camacho indica algumasbrincadeiras para animar o passeio ao ar livre:
-Deite na grama com as crianças e sugira que encontrem nas nuvens formas de animais ou objetos. Você verá como a imaginação delas vai longe.
- Coloque uma pedra na grama e peça aos pequenos que tentem acertá-la com pedrinhas menores. Quem chegar  mais perto ganha.
brinc3.jpg
- Peça às crianças que procurem a árvore mais alta do parque. Quem achar é o vencedor.
- Se estiver em uma praia, ajude os pequenos a fazer uma castelo de areia.
brinc4.jpg
- Proponha que as crianças encontrem um lixo para jogar fora os restos do piquenique. Quem jogar tudo fora primeiro vence.
- E, claro, aposte corrida, brinque de pega-pega, jogue bola e peteca! São brincadeiras antigas e simples, mas que divertem mais que qualquer videogame de última geração!

Atividades para as Férias em Casa


Não é fácil manter a garotada ocupada nas férias, mas comorganização e criatividade, os pais podem fazer desse período um momento especial para toda a família. Se você já organizou os horários das férias de seu filho, veja agora dicas de atividades para se divertir com as crianças.
Cinema em casa
Separe um final de tarde para fazer uma sessão de cinema com tudo que as crianças têm direito. Deixe a sala escura e aconchegante com almofadas e cobertores, prepare pipoca, chocolate quente e distribua entradas de brincadeirinha. Também vale fazer uma votação antes de decidir o filme a ser assistido.
Quando a sessão de cinema na sala terminar, que tal recontar a história assistida antes de dormir? Assim, vocês podem debater as idéias do filme estimulando a memória, o raciocínio e a imaginação das crianças.
Dia do piquenique
O dia do piquenique fica mais gostoso quando se tem mais tempo para curtir todo o processo de preparação como no final de semana. Faça uma cesta à moda antiga e peça ajuda ao seu filho para montar os sanduíches, lavar as frutas e verduras, dobrar a toalha de mesa, enfim, a organizar a cesta. Se o tempo para ir ao parque for curto, simule um piquenique na sala de casa ou no quintal.
Conte histórias de um jeito diferente
Contar histórias não precisa ser uma atividade para a hora de dormir. Existem maneiras diferentes e animadas de se contar histórias já conhecidas. Vocês podem encenar peças de teatro vestindo roupas e acessórios e criar cenários com brinquedos. Outra maneira de contar uma história é com teatro de marionetes usando bonecos e bichos de pelúcia. Fazer fantoches de meia também pode ser divertido. Se seus filhos já forem maiores, convide-os para fazer um sarau, declamem pequenos poemas. Essa atividade estimula a memória, pois as crianças terão que decorar algumas frases.
Férias. Para as crianças, é um dos períodos de descanso do ano. Agora é esquecer um pouco a escola e só pegar em cadernos daqui a um mês. Essa mamata toda, porém, assusta um pouco os pais. O que fazer com os pimpolhos em todo o tempo livre? A preocupação é justificada, mas a boa notícia é que existem, sim, diversas formas interessantes de entreter a garotada e, de bônus, ainda reforçar os laços familiares. Só é preciso um pouco de dedicação, isto é, nada de largar a tarefa para o playground do prédio e os fiéis companheiros eletrônicos - videogame, TV e computador.

"O segredo é não encher a criança de compromissos e, ao mesmo tempo, também não a deixar totalmente desorientada", aconselha a psicopedagoga Tânia Ramos Fortuna. O ideal, portanto, seria programar viagens, passeios culturais, visitas aos amiguinhos e afins, mas sem lotar os dias de seu filho a ponto de nunca deixá-lo sozinho e livre para escolher o que quer fazer. "As crianças não são senhoras de seu tempo e, hoje, acabam às vezes escravizadas até pelo prazer, com tantas idas a lanchonetes, cinema e festinhas. Os pais podem e devem co-responsabilizar os filhos por suas férias, perguntando a eles o que querem fazer", complementa Tânia, que é coordenadora do curso de extensão "Quem quer brincar?", da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

O equilíbrio também é bem-vindo na seleção de atividades. Dias de chuva pedem brincadeiras indoor? Pois nos dias de sol não deixe de ir andar de bicicleta no parque. Vão viajar em família? Invente jogos coletivos, que podem ser muito divertidos - mas, na volta, deixe a criança um pouco isolada, para que tire proveito também da introspecção e de sua própria imaginação.

Quer dicas mais específicas? O Educar para Crescer conversou com especialistas e reuniu sugestões exclusivas para as férias de seus filhos. Aproveite! 
1) Diversão em família:  As férias são uma boa oportunidade de a criança conviver com os parentes e ter novas experiências e aprendizados

2) Diversão na vizinhança: Nada de TV, as crianças podem aprender muito mais nas férias ao explorar a vizinhança
3) Diversão com seus filhos: Sugestões de atividades e brincadeiras para aproximar você de seus filhos
4) Diversão com os livros: Como fazer com que os livros também façam parte das férias sem que a leitura se torne tarefa chata
5) Diversão à moda antiga: Esconde-esconde, corre-cotia, passa-anel... Lembra as brincadeiras da sua infância? Elas são ótimas para tirar as crianças da frente da TV!
6) 10 brinquedos eletrônicos que as crianças adoram: De laptop infantil a globo interativo, de sudoku a minimesa de música: idéias para fazer a alegria da garotada
7) 10 brinquedos que você pode fazer: Pipa, cinco marias, pé de lata... como fazer brinquedos artesanais para as crianças
8) Como aprender em Viagens: dicas para transformar uma viagem em diversão e aprendizado em família
9) 14 dicas para aproveitar uma visita ao zoológico: Descubra como você pode fazer seu filho se divertir e aprender sobre meio ambiente no zoológico
10) 10 maneiras de aproveitar um dia no parque ou na praça: Dicas espertas para quem vai passar as férias com as crianças em sua própria cidade
11) Guia para levar as crianças ao teatro: Um guia completo para você e seu filho se divertirem e aprenderem antes, durante e depois do espetáculo
13) 8 dicas para aproveitar uma ida a um centro histórico: Saiba como juntar diversão e conhecimento em um passeio pra lá de educativo em sua própria cidade
14) 7 dicas para aproveitar uma ida ao planetário: Olhar o céu - ou uma projeção dele - pode ser uma experiência ótima para ter com os filhos



Porcentagem-Matemática





É frequente o uso de expressões que refletem acréscimos ou reduções em preços, números ou quantidades, sempre tomando por base 100 unidades. Alguns exemplos:


• A gasolina teve um aumento de 15%
• O cliente recebeu um desconto de 10% em todas as mercadorias.
• Dos jogadores que jogam no Grêmio, 90% são craques.

Razão centesimal 
Toda a razão que tem o número 100 denomina-se razão centesimal. Alguns exemplos:
Podemos representar uma razão centesimal de outras formas como já vimos:


25
100  = 0,25 = 25% = Lê-se vinte e cinco por cento 

50
100  = 0,50 = 50% = Lê-se cinqüenta por cento


As expressões 25%, 50% são chamadas taxas centesimais, taxas percentuais ou a conhecida porcentagem.
Trabalharemos no inicio com as porcentagens de 25%, 50% e 100%.


Considere o seguinte problema:
João vendeu 50% dos seus 50 cavalos. Quantos cavalos ele vendeu?
Para solucionar esse problema devemos aplicar a porcentagem (50%) sobre o total de cavalos.
Logo, ele vendeu 25 cavalos, que representa a porcentagem procurada.
Portanto, chegamos a seguinte definição:
Porcentagem é o valor obtido ao aplicarmos uma taxa percentual a um determinado valor.


Exemplos:
1) Um jogador de futebol, ao longo de um campeonato, cobrou 120 faltas, transformando em gols 25% dessas faltas. Quantos gols de falta esse jogador fez? 

2) Numa sala de aula com 24 alunos, 50% são meninas. Qual o total de meninas dessa sala?


3) Uma loja promoveu uma liquidação. Uma calça que custava 60 reais teve um desconto de 50%. Quanto passou a custar?

4) Uma TV custava 840 reais e sofreu um acréscimo de 50%. Quanto passou a custar?




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...